• Dynamus Marketing Digital

O Poder do Marketing Digital nas Eleições de 2018

O marketing digital é capaz de eleger um presidente. E assim o fez, neste ano. Com uma campanha centrada nas redes sociais, além de não contar com o apoio de nenhum marketeiro político, Jair Bolsonaro foi eleito com 55,13% dos votos válidos.

A estratégia do candidato foi atuar no ambiente em que seus eleitores mais utilizam. Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, em 2 de outubro, revelou que 81% do eleitorado, com intenção de voto no candidato, participam de alguma rede social.


A campanha do atual presidente tem muito a nos ensinar sobre marketing digital e como podemos aplicá-lo em nossos negócios. Preparamos algumas dicas, baseadas nas estratégias do presidente para te ajudar. Confira!


Estratégias de campanha de Jair Bolsonaro: 5 formas de usar em sua empresa


1. Comece agora

Há cerca de dois anos, Jair Bolsonaro divulgou que seria candidato à presidência. Desde então, começou a usar as redes sociais de forma ativa, publicando no Twitter e Facebook. As duas plataformas foram essenciais durante a sua campanha.


O brasileiro está entre o público que mais utiliza as redes sociais no mundo. Eles buscam entretenimento, informações, acompanham seus ídolos e as marcas que admiram. Além disso, o uso das redes sociais vem influenciando a decisão de compra do público.


Uma pesquisa sobre varejo, realizada pela PricewaterhouseCoopers (PwC) Brasil revelou que as redes sociais têm papel relevante nas decisões de compra. Não só no e-commerce, mas em lojas físicas também. O levantamento mostrou que 77% dos consumidores entrevistados avaliam os comentários de amigos e outros clientes das marcas, antes de decidir pela compra.

Antes de realizar uma compra ou contratar um serviço, o cliente pesquisa pela empresa nas redes sociais e sites de avaliação. Imagine que esse cliente quer se informar sobre a sua empresa, mas ela não tem um perfil comercial em nenhuma rede social. Provavelmente, ele buscará informações sobre o seu concorrente. Por isso, comece a investir em marketing digital agora, pois as redes sociais serão o caminho até o seu público.


2. Marque presença

O presidente eleito utilizou diversas redes sociais durante a sua campanha eleitoral. Como precisava conversar com o maior número de pessoas, utilizou Facebook, Instagram, YouTube, Twitter e WhatsApp.


Quando o assunto é produto ou serviço a estratégia deve ser direcionada. A empresa deve fazer uma pesquisa e entender quais são as redes sociais que o seu público mais usa. Marcar presença é importante, mas não é a quantidade de redes sociais que vai te levar até o seu cliente e sim o canal certo.


Algumas marcas usam como estratégia a criação e o compartilhamento de conteúdo em todas as mídias, porém é importante considerar alguns pontos:

  1. Esse cliente verá a mesma informação várias vezes, além de não ser interessante, isso pode cansá-lo e fazer com que ele deixe de acompanhar a conta da empresa em outras redes. Com isso, sua audiência perderá força;

  2. Você terá mais trabalho ao criar conteúdo, compartilhar, interagir com os clientes e mensurar todos os dados de todas as redes. Em alguns casos, o retorno não é compensatório;

  3. Cada rede social exige uma linguagem e um horário de interação, assim como cada público também.

Após levar esses fatores em consideração você verá que a estratégia de comunicação com o cliente deve ser bem desenvolvida. Caso identifique que o seu público utiliza mais de uma rede social, estude como ele se comporta e o que procura em cada uma delas, para criar ações assertivas.


Algumas empresas optam por se dedicarem exclusivamente a apenas uma rede social, pois dessa forma os resultados são mais efetivos. Não há problema nenhum nessa estratégia. O importante é fazer um bom trabalho e ter retorno dele.


3. Fale o que o cliente quer ouvir

Bolsonaro surgiu como o candidato da mudança, um político honesto, que sente falta dos bons costumes, valoriza a religião e a família. Por mais que alguns brasileiros não pensem dessa forma, era isso que o seu eleitorado queria ouvir.


As pessoas estavam cansadas da corrupção. O assunto estava entre os principais temas discutidos pelos brasileiros. Honesto ou não, Bolsonaro viu naquele debate uma oportunidade para se promover.


A sua empresa deve identificar quais são as maiores dores do cliente. Quais são suas principais reclamações em relação ao seu mercado, o que eles buscam e não encontram? Com base nessas respostas, você deve posicionar a sua empresa como uma solucionadora dos problemas do cliente.


Você não deve mentir, mas sim destacar os pontos fortes, os diferenciais e as vantagens que o seu negócio tem para oferecer.


4. Centralize

O presidente eleito se recusou a falar com a imprensa por diversas vezes, segundo ele a mídia é tendenciosa e divulga informações distorcidas. Seu primeiro pronunciamento, após receber a notícia de sua eleição, foi feito através de suas redes sociais. Com essa estratégia, Bolsonaro leva seus eleitores e o povo brasileiro a continuarem acompanhando seus canais oficiais e a acreditarem apenas no que é dito ali.


A sua empresa deve se posicionar como líder e especialista no segmento em que atua. Dessa forma, o público buscará e confiará apenas nas informações que foram validadas por ela. Além disso, caso a sua marca passe por um momento de crise, o cliente vai esperar até que ela se justifique e dê as explicações que eles esperam.


5. Gerencie a crise

Depois de ter levado uma facada, durante um ato de campanha, o presidente eleito ficou 23 dias internado se recuperando. A fatalidade, porém, acabou se tornando uma oportunidade.


Até aquele momento, Bolsonaro havia participado de apenas dois debates. Algumas pessoas criticaram, afirmando que ele não sabia muito bem sobre o que estava falando.


Com a alta do hospital, o candidato foi orientado a ficar em casa repousando e por esse motivo não pôde participar de outros debates. Mesmo após ser liberado pelos médicos, Bolsonaro decidiu não participar mais dos confrontos admitiu que era uma estratégia.


Todas as empresas estão sujeitas a passarem por momentos de crise, principalmente na internet. Nesses casos, a melhor estratégia, até que se tenha um direcionamento adequado é não falar sobre o assunto. Uma manifestação equivocada pode gerar consequências piores para a imagem da marca.


Como puderam ver, boas estratégias políticas podem ser aplicadas também nos negócios. Que tal aplicá-las ao seu Negócio também? Podemos criar essas estratégias para a sua empresa.


O que você achou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo!

Quem somos

Potencializar e alcançar suas metas e resultados, esse é o foco da Dynamus, que por meio de ações de Marketing Digital tornam possível o alcance dos objetivos do seu negócio. Sabemos que você pode ter sonhos mais ousados e voltamos nosso foco para realização de cada um deles. Com uma equipe altamente experiente e qualificada, comprometida com o seu sucesso, tomamos a iniciativa de identificar seus maiores desafios e propor soluções inovadoras e dinâmicas que o tornam mais competitivo no mercado, pois Dynamus é isso: potência, foco e dinamismo.

Facebook | Dynamus Marketing
Instagram | Dynamus Marketing
Linkedin | Dynamus Marketing
Youtube | Dynamus Marketing